Em artigo, deputada estadual Edna Macedo reforça a necessidade de doadores comparecerem durante as férias

O mês de junho registra uma das maiores baixas nos bancos de sangue no Brasil, em partes por ser um mês próximo as férias, o que leva muitas pessoas a viajarem e por consequência deixarem de ir até os hemocentros locais, além de ser um período com um aumento nas infecções respiratórias por conta da mudança de clima que ocorre nessa época do ano.

Pensando nisso o Ministério da Saúde criou, em junho de 2015, a campanha “Junho Vermelho” que tem como objetivo incentivar a doação de sangue voluntária, principalmente durante o mês da campanha.

Atualmente o Brasil conta com uma média de 3,3 milhões de doadores, o que equivale a 1,3% da população, o número atende a meta determinada pela OMS – Organização Mundial da Saúde, que estipula que 1% a 3% da população de um país doe sangue regularmente. Porém, em alguns períodos do ano esse número não é o suficiente para atender à demanda.

Além disso, uma em cada cinco pessoas que se apresentam para doar sangue nos hemocentros espalhados pelo país são consideradas inaptas. Isso se dá no momento da entrevista que é realizada antes da doação para verificar se o doador atende todas as exigências necessárias.

Veja abaixo as exigências para quem deseja se tornar um doador:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Pesar mais de 50 quilos;
  • Não ter ingerido bebida alcoólica até 12 horas antes da doação;
  • Não ter feito tatuagem ou colocado piercing até um ano antes da doação.

Vale ressaltar que o intervalo mínimo entre doações é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres. Cada doação retira de 400 a 450 ml de sangue, quantidade suficiente para salvar até 4 pessoas.

Não apenas no mês de junho, mas durante todo o ano precisamos fazer a nossa parte. Para quem já é doador, verifique se já passou o seu intervalo ideal para doação e, se possível, faça novamente.

Se você nunca doou sangue, que tal aproveitar a campanha e se tornar um doador ou doadora e exercitar sua cidadania? O seu ato pode salvar vidas!

*Edna Macedo é deputada estadual pelo Republicanos SP

Related Posts