Deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) participou do Simpósio Internacional – Impacto dos Serviços de Acolhimento da Primeira Infância
Deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) participou do Simpósio Internacional – Impacto dos Serviços de Acolhimento da Primeira Infância

Brasília (DF) – A deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) participou na quinta-feira (15), a convite do ministro da Cidadania, Osmar terra, do Simpósio Internacional – Impacto dos Serviços de Acolhimento da Primeira Infância, que aconteceu em Brasília. O evento reuniu gestores brasileiros e especialistas internacionais para discutir os efeitos da negligência, do afastamento familiar e da vivência em orfanatos e instituições similares em crianças entre zero e seis anos de idade.

No simpósio, o professor e doutor Charles Nelson, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, ministrou uma palestra na qual enfatizou a importância da família para o desenvolvimento saudável da criança e falou sobre a qualidade do vínculo familiar. O especialista conduziu o estudo conhecido como Programa de Intervenção Precoce de Bucareste (BEIP), no qual analisou, por cerca de 20 anos, os efeitos neurológicos da negligência e do abandono em crianças que viviam em instituições na Romênia. A pesquisa foi desenvolvida pelo Hospital da Criança de Boston.

“Iniciamos a construção de um novo destino para as crianças privadas da convivência familiar. Segundo os dados do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), mais de 8.000 crianças brasileiras na primeira infância vivem em serviços de acolhimento, a maioria institucional, se contrapondo às pesquisas que revelam o acolhimento familiar como o mais adequado para o desenvolvimento socioafetivo na primeira infância, fase fundamental para o desenvolvimento de habilidades sociais e cognitivas e afetivas”, comentou Maria Rosas.

O debate trouxe ainda, reflexões sobre as primeiras experiências no cérebro e no desenvolvimento comportamental da criança – fatores que influenciam na vida adulta – e ainda, aspectos de eficácia para os programas de cuidados e educação para crianças e um panorama dos serviços de acolhimento no Brasil.

Em parceria com os doutores Nathan Fox, da Universidade de Maryland, e Charles Zeanahe, da Universidade de Tulane, nos Estados Unidos, Charles Nelson está desenvolvendo essa pesquisa no Brasil, em São Paulo. Da mesma forma, será analisada e comparada a qualidade do desenvolvimento de crianças em instituições, como abrigos e orfanatos, e em acolhimento familiar.

 

Texto e foto: Ascom – deputada federal Maria Rosas
Edição: Agência Republicana de Comunicação (Arco)

Posts Relacionados