Brasília (DF) – O deputado federal Roberto Alves (Republicanos/SP) registrou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 2300/2020 (veja aqui), que proíbe o MEC e o INEP de realizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) enquanto as escolas estiverem fechadas, por causa da pandemia. Conforme o texto, as provas só poderão ser aplicadas quando as aulas presenciais estiverem normalizadas em todo o país.

Desvantagem

O parlamentar explica que o isolamento social dificulta o acesso dos estudantes, principalmente de famílias pobres, aos livros didáticos e à internet, deixando-os menos preparados em relação aos demais candidatos. Apesar da pandemia, o MEC e o INEP seguem com o calendário das provas presenciais para os dias 1º e 8 de novembro e a versão digital para 22 e 29 de novembro.

“Nem todos os estudantes têm internet em casa para estudar. A reabertura das escolas é importante para que os alunos possam se preparar adequadamente e disputar o Enem. Queremos evitar injustiças, por isso, propomos que as provas sejam aplicadas somente após o retorno das aulas presenciais em todas as escolas públicas e privadas do país”, argumenta Roberto Alves.

Texto: ASCOM Roberto Alves

Foto: Douglas Gomes/Arquivo