Objetivo é complementar a renda dos motoristas e reduzir aglomerações no transporte público

 

Vereador solicitou que o prefeito estude a medida

O vereador Souza Santos requisitou ao Prefeito Bruno Covas estudos no sentido de considerar a utilização de vans escolares para complementar a frota do transporte público na cidade de São Paulo. No final de abril, em decorrência da interrupção das aulas, a prefeitura suspendeu os contratos do Programa de Transporte Escolar Gratuito – TEG, por tempo indeterminado, durante a vigência da situação de emergência causada pelo coronavírus.

Como medida compensatória, os motoristas passaram a receber metade do valor pago por aluno, até o limite de R$4.678,04 por contrato, sendo facultado ao Poder Público “a possibilidade de solicitar os veículos para serviços relacionados ao enfrentamento da pandemia”.

Com o início da abertura para retomada gradual das atividades comerciais, o dilema da aglomeração no transporte público ganhou novas dimensões devido à dificuldade de viabilizar a oferta do serviço assegurando-se o distanciamento necessário para o controle da pandemia da Covid-19.

 “A requisição das vans escolares, além de contribuir para o aumento da frota em circulação, minimizando a concentração de pessoas por unidade veicular, a iniciativa possibilitará o pagamento integral do contrato, auxiliado os condutores neste momento de dificuldade”, afirmou Souza Santos.

De acordo com o parlamentar, a medida representaria uma possível solução para enfrentamento do problema, podendo ser implementada de maneira gradativa, atendendo a protocolos próprios de higiene e ações preventivas.

Texto: Eliane Xavier/ Ascom vereador Souza Santoss

Foto Luciana Monteiro/ Ascom vereador Souza Santos

 

Related Posts