O Tribunal Superior Eleitoral acatou, nesta quinta-feira (15), a mudança de nome do Partido Republicano Brasileiro (PRB) para Republicanos
O Tribunal Superior Eleitoral acatou, nesta quinta-feira (15), a mudança de nome do Partido Republicano Brasileiro (PRB) para Republicanos

O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral, acatou nesta quinta-feira (15) a mudança de nome do Partido Republicano Brasileiro (PRB) para Republicanos.

A alteração do nome para Republicanos foi decidida em convenção nacional do partido, no dia 7 de maio, em Brasília, e agora aprovada pela Justiça Eleitoral. Além da nomenclatura, o partido passou por uma reformulação completa, consolidando a posição como uma sigla conservadora nos costumes e liberal na economia.

“É uma evolução de mudança de nome, mudança de logotipo, de logomarca, mas de manutenção de postura. De postura republicana, de postura ética, de postura ímpar com o zelo com a coisa pública, com o erário público, com o bem público”, afirmou o presidente nacional do Republicanos, deputado federal Marcos Pereira (SP).

Para o presidente do Republicanos, Sergio Fontellas, é uma resposta aos novos tempos. “Hoje vivemos um período de grandes transformações, principalmente na política brasileira. O Republicanos, com a substituição da marca, acompanha às principais mudanças requeridas nos novos tempos, estaremos a partir de agora orientando nossas bases sobre o comportamento da marca, isso ocorrerá por meio do nosso departamento de Comunicação”, disse Fontellas.

A homologação feita pelo TSE marca um novo tempo para a legenda. No mês de maio, o partido inaugurou suas novas instalações em Brasília. Num prédio moderno, com quase 6 mil m², funcionam as novas sedes do Diretório Nacional, Fundação Republicana Brasileira (FRB) e da Faculdade Republicana, primeira instituição de ensino superior ligada a um partido político no Brasil.

Desde a fundação, em 25 de agosto de 2005, o Republicanos tem demonstrado força política nas urnas. Na primeira eleição, em 2006, o partido elegeu um deputado federal e três estaduais, e desde então cresceu em todas as eleições que disputou.

Outro dado relevante da sigla é em relação à evolução do número de filiados. Dentre todos os partidos com até 20 anos de fundação, o Republicanos foi o único que cresceu em número de filiados, conquistando mais de 18 mil novos filiados em 2018.

Quanto ao novos Estatuto e Manifesto, o Republicanos continua aguardando a homologação do TSE.

Conheça os significados:

– a árvore representa uma forte conexão com a terra através da raiz;
– além dessa conexão, a árvore representa solidez, firmeza e potencial para frutificar;
– a criança como tronco é a esperança nas futuras gerações;
– o fato de a criança ser do sexo feminino faz um contraponto ao fato de o nome Republicanosser masculino (equilíbrio de gênero) e pela mulher ser maioria no Brasil;
– embora a forte conexão com a raiz, com o conservadorismo, a criança aponta para o céu, para o futuro, para o desenvolvimento;
– a estrela de seis pontas é uma referência à origem do partido, que nasceu Partido Municipalista Renovador (PMR), antes de se tornar PRB, que tinha essa estrela no logotipo.

Movimentos Republicanos

Com a decisão do TSE, a mudança de nome institucional também alcança os movimentos da sigla. A partir de agora, o PRB Mulher passa a se chamar Mulheres Republicanas e o PRB Juventude, Jovens Republicanos.

Assista ao pronunciamento do Presidente Sergio Fontellas sobre a mudança.

Acesse AQUI a nova família de logos do Republicanos (institucional, Mulheres Republicanas e Jovens Republicanos).

Ascom SP com informações da Agência PRB Nacional

 

Posts Relacionados