Fala Presidente coloca em pauta a tentativa do TSE de punir candidatos eleitos ‘por influência’ de igrejas

O podcast semanal Fala Presidente discute esta semana a proposta, analisada recentemente pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), de criar uma nova forma de abuso eleitoral: o abuso de poder religioso. A ideia era punir com cassação o candidato que usasse “a influência de uma igreja” para se eleger. Apresentador do programa, o presidente estadual do Republicanos SP, Sergio Fontellas, credita essa tese a um preconceito, especialmente contra os cristãos.

“O processo em julgamento no TSE onde essa possibilidade foi levantada era de uma candidata cristã, que fez uma reunião na igreja que frequenta para falar sobre a candidatura. É como se o judiciário acreditasse que, por ter fé, uma pessoa não fosse capaz de tomar uma decisão tão importante quanto a de escolher um representante”, afirma.

A sugestão, feita pelo ministro Edson Fachin, acabou rejeitada por maioria absoluta do tribunal eleitoral: seis votos a 1.

“A tese, graças a Deus, foi derrubada. Se por um lado o resultado foi positivo, o debate mostra que o preconceito religioso está enraizado em setores importantes da nossa sociedade. Isso é muito preocupante”, completa Fontellas.

O episódio do Fala Presidente, na íntegra, está disponível na plataforma de streaming SoundCloud.

 

Texto: Walter Duarte/Ascom Republicanos SP

Imagem: Ascom Republicanos SP

Related Posts