Justificativa é a pandemia da Covid-19

Vereador considera que trabalho legislativo é essencial para vencer a crise

O Vereador Nunes Coelho encaminhou ofício para a mesa diretora da Câmara de Taubaté, solicitando o cancelamento do recesso parlamentar do meio do ano, que acontece no mês de julho.

Na justificativa o parlamentar alega que em razão do forte impacto negativo provocado pela pandemia da Covid-19, o município enfrentará uma crise, com efeitos em várias esferas da sociedade.

De acordo com o Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté e região), 930 funcionários do setor perderam o emprego e 4.054 tiveram seus contratos de trabalho suspensos ou uma redução de jornada e salário, o varejo na cidade teve retração de 6,6%. A arrecadação de Taubaté entre janeiro e abril atingiu apenas 35% do previsto para 2020. Além disso, a indústria fez demissões e ameaça demitir ainda mais.

“Eu peço o cancelamento do recesso porque o Poder Legislativo é fundamental para a aprovação e fiscalização de políticas públicas. Precisamos continuar trabalhando, utilizando as ferramentas constitucionais a nossa disposição, para amenizar os efeitos negativos da pandemia provocada pelo Coronavirus” declarou Nunes Coelho.

Texto: Ascom/vereador Nunes Coelho

Imagem: Ascom/vereador Nunes Coelho

Related Posts