São Paulo (SP) – A preocupação com o aumento da violência doméstica durante o isolamento é um dos temas abordados no documento apresentado pela ONU Mulheres Américas e Caribe. E os dados da justiça brasileira corroboram para a importância do tema. No estado do Rio de Janeiro houve um aumento de 50% de violência doméstica.

Em São Paulo, estado mais afetado pela Covid-19 no Brasil, a Defensoria Pública emitiu um alerta após um crescimento nas notificações diante da gravidade da situação e para evitar que os casos de violência aumentem.

A deputada estadual Edna Macedo (Republicanos/SP), membro permanente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres, alerta que as pessoas podem denunciar as violações contra as mulheres pelo Disque 180 e Disque 100, para casos que envolvam maus-tratos contra crianças, idosos, pessoas com deficiência, moradores de rua e outros.

Neste mês de março, a Deputada participou de um seminário sobre a Lei Maria da Penha oferecido pela Defensoria Pública e lamenta o adiamento da palestra sobre feminicídio prevista para o próximo domingo, dia 29, em Guarulhos: “Realizo a palestra sobre feminicídio em diversas regiões periféricas do estado de São Paulo e da capital em parceria com minha amiga, Delegada Rose. É de suma importância levar esse tipo de conhecimento às classes mais vulneráveis. Todavia, neste momento, todos devem evitar aglomerações e respeitar o isolamento a fim de superarmos a pandemia que nos assola.”

Texto e foto: ASCOM Edna Macedo